4 de dezembro de 2011

Querida vida:

Querida vida:
A partir de hoje vou sorrir para o mundo inteiro e só chorar quando já não houver outro remédio, quando não houver mesmo mais nada a fazer. Vou viver-te ao máximo, fazendo as coisas mais disparatadas, mas claro, com juízo. Jamais, em momento algum, irei trair, desrespeitar ou destruir uma grande amizade. Vou ainda fazer uma "limpeza" aos meus amigos. Deixar bem presentes os verdadeiros e apagar os falsos, os mentirosos e os que passam a vida a dar facadas nas minhas costas. Vou gritar bem alto tudo o que tiver para gritar, expulsar todos os sentimentos negativos e manter os positivos. Vou sussurrar aos ouvidos de quem merece o quanto preciso deles e o quanto são importantes para mim. Vou passar a pensar com a cabeça, ignorar o que o coração manda, e, por isso, por muito que me custe, vou arrancar de mim o meu passado para puder ter um futuro. Vou lutar com tudo o que tenha para atingir os meus objectivos. Tudo isto para quando já for velhinha, puder dizer aos meus netinhos que fui feliz a partir do momento em que dei uma reviravolta à minha vida, a partir do momento em que realmente comecei a viver, a vida.

11 comentários:

  1. temos de aproveitar ao máximo, nunca sabemos quando chega a nossa hora.

    ResponderEliminar
  2. ahahah, eu a pensar que era uma tola, que não lê antes de publicar.. c:

    ResponderEliminar
  3. Ai é mesmo querida :s
    Adorei <3

    ResponderEliminar
  4. É isso mesmo ! Que bela carta :)

    ResponderEliminar
  5. Obrigadooo *-*
    Ps: desculpa a demora a responder

    ::: Novo texto:http://joateba94.blogspot.com/2011/12/parou.html

    ResponderEliminar
  6. era exactamente isto que aqui escreveste que eu precisava de fazer. oh se era!

    ResponderEliminar